Imagem capa - Produtividade x escravidão por Geraldo Neto
Dicas

Produtividade x escravidão


Temos uma cultura no país de proteção, de apadrinhamento e informalidade. Podemos colocar a culpa na educação brasileira, podemos até mesmo colocar a culpa na colonização. Mas, o fato concreto é que a produção dos trabalhadores brasileiros se comparado aos trabalhadores americanos é de 4 para 1. No Brasil precisamos de 4 trabalhadores para produzir o que apenas 1 trabalhador americano produz.
Outro fator importante, são os empresários brasileiros que também não produzem como os de lá! Aqui, devido a cultura de proteção, se diz que: um finge que paga e outro finge que trabalha.
Não há meritocracia nas empresas, começando pelos executivos, seguindo até o chão de fabrica. Os executivos, mesmo sem cumprir metas, continuam em seus cargos e muitas vezes recebem bônus. Se premia a incompetência e falta de compromisso com a empresa. Nas outras camadas da empresa, se segue o mesmo modelo, onde cada qual tem seu jeito de fazer, desalinhado com as metas da empresa (quando se tem metas claras) e mesmo assim nada acontece.
As empresas estão adormecidas, inertes e colocam a culpa nas leis trabalhistas. Mais fácil claro! Porém, não investem nas pessoas, em conhecer quais são os desafios que cada qual gostaria de vencer e como a empresa poderia colaborar para isso. O grande segredo das empresas que duram, sempre esta na pessoas.
A fórmula são metas claras. Muita transparência quanto a isso. Segundo encontrar pessoas que entendam as metas e a visão da empresa. Pessoas que se encantem com isso. Uma vez que se encontra as pessoas certas, a meritocracia deve ser apresentada de forma clara. O apadrinhamento não pode fazer parte da cultura. Terceiro, as pessoas se motivam quando se sentem parte da solução. Assim, a possibilidade de ser sócio apoia a motivação e dedicação extra. E finalmente a cobrança. Regra simples e clara: Sem metas alcançadas todos perdem. Começando pelos executivos e seguindo a todas as camadas da empresa.
O ciclo de plano metas, associada a prêmios e bônus, possibilidade de sociedade, sempre através da meritocracia, torna a empresa inovadora e forte. A produtividade numa empresa assim, será sempre alta e produzindo resultados para todos na empresa.
Muitos dirão que trabalhar nessas empresas se torna escravo. Mas, quando todos alcançam seus objetos e sonhos, seja pessoal, financeiro ou Profissonal isso é balela.
Na verdade todos gostariam que suas empresas fossem assim, mas 95% das pessoas não ficariam 1 mês numa empresa que premia mais exige.
O Brasil precisa mudar nesse sentido se quiser competir de igual com outros países.